Aprendo mais com abelhas do que com aeroplanos.
É um olhar pra baixo que eu nasci tendo.
É um olhar para ser menor, para o
Insignificante que eu me criei tendo.
O ser que na sociedade é chutado como uma barata
- cresce de importância para o meu olho.

Ainda não entendi porque herdei esse olhar para baixo.
Sempre imagino que venha de ancestralidades machucadas.
Fui criado no mato e aprendi a gostar das coisinhas do chão
- antes que das coisas celestiais.
Pessoas pertencidas de abandono me comovem:
tanto quanto as soberbas coisas ínfimas.
Manoel de Barros
in "Retrato do Artista quando Coisa" (1998)

Subscreva o boletim semanal do IELT

Notícias sobre o IELT

Terra a Terra queirosiano

O programa da TSF Terra a Terra de dia 20 de Junho foi emitido a partir da vila de Baião, onde se realizou mais uma recriação histórica comunitária do romance A Cidade e as Serras, de Eça de Queiroz.

Colóquio Almada em revista

O n.º 2 da Revista de História da Arte, edição do IHA em colaboração com o IELT, reúne as comunicações do colóquio internacional que em Novembro de 2013 assinalou os 120 anos do nascimento de José de Almada Negreiros e os 100 anos da sua primeira exposição.

Recensão: Popular and Visual Culture

"Uma série bem coreografada de ensaios sobre temas muito pungentes com alguns ângulos muito contemporâneos. Leitura altamente recomendável", escreve Myna German sobre o livro Popular and Visual Culture: Design, Circulation and Consumption.

Revista ESC:ALA

Já está em linha o n.º 5 da revista ESC:ALA, no qual participa o investigador do IELT Gustavo Rubim com o ensaio 4ou5 ABREVIATURAS PARA O CAVALOdADA.

© 2015 IELT - FCSH/UNL. Todos os direitos reservados. Webmaster