Aprendo mais com abelhas do que com aeroplanos.
É um olhar pra baixo que eu nasci tendo.
É um olhar para ser menor, para o
Insignificante que eu me criei tendo.
O ser que na sociedade é chutado como uma barata
- cresce de importância para o meu olho.

Ainda não entendi porque herdei esse olhar para baixo.
Sempre imagino que venha de ancestralidades machucadas.
Fui criado no mato e aprendi a gostar das coisinhas do chão
- antes que das coisas celestiais.
Pessoas pertencidas de abandono me comovem:
tanto quanto as soberbas coisas ínfimas.
Manoel de Barros
in "Retrato do Artista quando Coisa" (1998)

Notícias sobre o IELT

Medicine, Trade and Empire

Colóquios dos simples e das drogas da Índia de Garcia de Orta (Goa, 1563) foi um dos primeiros livros a abordar a estreita relação entre medicina, comércio e império no início do período moderno.

Campaniça do Despique

"A viola campaniça é uma vez mais rainha", escreve o investigador o IELT Domingos Morais no texto de apresentação de Campaniça do Despique, primeiro trabalho a solo de Pedro Mestre.

Artigo: The Official Language Problem in EU Law

A investigadora do CEI e do IELT Luísa Verdelho Alves acaba de publicar a sua contribuição “The Official Language Problem in EU Law” no livro Society and Nation in Transnational Processes in Europe (eds. Ralph Schattkowsky & Miloš ?ezník).

Artigo: Culture, Politics and Identity: Critical Readings in Southeast Asia

O artigo de Clara Sarmento acaba de ser adoptado como leitura obrigatória numa disciplina do curso “Government and International Politics” da School of Policy, Government and International Affairs, George Mason University, Washington DC.

Subscreva o boletim semanal do IELT

© 2015 IELT - FCSH/UNL. Todos os direitos reservados. Webmaster