beylikdüzü escort avcılar escort 14.º Congresso dos Lusitanistas Alemães

CFP: 14º Congresso Alemão de Lusitanistas 2021

Está aberta a chamada de comunicações para a secção Narratividade e temporalidade – a questão temporal nas narrativas literárias em língua portuguesa do 14.º Congresso dos Lusitanistas Alemães, a decorrer de 15 a 19 de setembro na Universidade de Lípsia (Leipzig), na Alemanha. A secção temática será realizada em língua portuguesa e em formato híbrido, de modo a comportar apresentações presenciais e remotas.

As pessoas interessadas têm até 31 de maio para enviar o resumo (máximo de 250 palavras) da sua proposta, que deverá acompanhar uma breve biografia e informar a intenção de participar presencial ou remotamente.

Os conceitos de tempo e narrativa são indissociáveis pela circularidade que os agrega: “o tempo torna-se tempo humano na medida em que está articulado de modo narrativo; em compensação, a narrativa é significativa na medida em que esboça os traços da experiência temporal.” (RICOUER, 1994:15). A vivência humana, por sua vez tornada construção textual pelo artifício da linguagem, encontra na prosa uma das suas manifestações mais naturais, à qual é incutida e reconhecida uma dinâmica de narrativização. (FLUDERNIK, 1996:313).

O reconhecimento da prosa como material artístico e digno de algum reconhecimento institucional – sobretudo a partir do século XVIII – demonstra, porém, a maleabilidade e complexidade do próprio conceito de narração, principalmente pela inventividade literária que o submete às mais extremas situações narrativas (RICHARDSON, 2006). A literatura questiona a hipótese da naturalidade da forma narrativa; relativiza a sua capacidade de organizar a experiência humana dentro de uma lógica temporal; e consequentemente, problematiza a própria existência de uma lógica temporal (HEINZE, 2013:33).

Assim, perguntamos: a desconstrução das formas mais tradicionais de narrativas literárias – a exemplo das literaturas moderna, pós-moderna e contemporânea – afeta a perceção do leitor sobre o tempo? Marcas culturais e/ou geracionais, como a ausência de um projeto de futuro, podem estar associadas à morte da função narrativa, nos termos de Lyotard (2003 : 12), e da escrita teleológica? Ou, por um viés mais historicista, são estes artefatos literários uma manifestação material de uma nova perceção sobre a temporalidade?

Pretendemos, nesta secção, debater as diversas hipóteses de interpretações sobre a narratividade – como elenca Reis (2018 : 330) – e o seu processo de reelaboração em textos literários em língua portuguesa, destacando as várias possibilidades de compreensão do conceito de tempo que estão atreladas à dinâmica narrativa.

Mais informação aqui.

Sugestões
izmir escort bayan izmir escort bayan izmir escort bayan izmir escort bayan denizli escort bayan antalya escort antalya escort ankara escort bayan Ankara escort ankara escort izmir escort bayan izmir escort bayan
pendik escort
maltepe escort kadıköy escort kartal escort ataşehir escort pendik escort bostancı escort göztepe escort anadolu yakası escort
betexper
tuzla escort beylikduzu escort dosemealti escort bahcelievler escort belek escort
gaziantep escort antep escort porno
adana escort ankara escort antep escort aydin escort bursa escort denizli escort diyarbakir escort eskisehir escort kayseri escort kocaeli escort konya escort malatya escort
sakarya escort bayan sakarya escort escort sakarya serdivan escort bayan adapazarı escort webmaster forumu
porno izle