Colóquio Internacional Almada Negreiros

No ano em que se comemoram os 120 anos do nascimento de Almada Negreiros e os 100 anos da sua primeira exposição, o Projeto Modernismo Online, o IELT – Instituto de Estudos de Literatura Tradicional e o IHA – Instituto de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, organizam o Colóquio Internacional Almada Negreiros, que se realiza dias 13 a 15 de novembro 2013 na Fundação Calouste Gulbenkian.

Figura ímpar da vanguarda portuguesa, Almada celebrizou-se em diversas áreas artísticas, da pintura e do desenho à dança e ao teatro, da escrita à crítica de arte. É essa obra imensa – e ainda tão desconhecida – que este Colóquio se propõe reavaliar no encontro de 48 investigadores de várias gerações e nacionalidades. José-Augusto França, Rui Mário Gonçalves e Duarte Ivo Cruz são algumas das figuras que primeiro refletiram sobre a obra de Almada e que com ele privaram, e disso nos darão testemunho. Nuno Júdice, Fernando Cabral Martins, Manuela Parreira da Silva e Ana de Freitas analisarão inéditos do espólio do artista, revelados pelo trabalho do Projecto Modernismo Online. Sara Afonso Ferreira, Mariana Pinto dos Santos, Sílvia Laureano Costa e Simão Palmeirim Costa trarão alguns dos contributos mais recentes da investigação sobre Almada, da Literatura à obra plástica, do Teatro à Geometria.

Nos dias 13 e 14 de novembro, a Cinemateca Portuguesa dedica duas sessões a Almada, a primeira das quais é preenchida pela estreia naquela sala do raríssimo mixed media de Ernesto de Sousa, Almada, um Nome de Guerra, espectáculo sobre o qual podemos ouvir o próprio autor aqui.

Do património construído que deixou à cidade daremos conta num percurso de autocarro pela Lisboa de Almada, no dia 16 de novembro (gratuito, mas sujeito a inscrição). No circuito de obra pública de Almada em Lisboa encontramos, por exemplo, os vitrais do edifício do Diário de Notícias e da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, os painéis decorativos das fachadas de vários edifícios da Cidade Universitária, o painel da Fundação Gulbenkian ou os dos átrios da Estação Marítima de Alcântara e da Rocha Conde de Óbidos. Um vasto itinerário que podemos explorar desde já na aplicação gratuita para smartphones Lisboa de Almada, a primeira feita para um escritor português.

O preço da entrada para os três dias é de 30€ (10€ para estudantes) até ao dia 10 de novembro e 50€ (30€ para estudantes) a partir do dia 11 de novembro. Inscrições através do email inscricoesalmada2013@gmail.com. Mais informações no site do Colóquio, aqui, ou através do email almadanegreiros2013@gmail.com.

Sugestões