Comunidade de Leitores: Nuno Bragança

No próximo encontro da Comunidade de Leitores sobre Paisagens Literárias de Lisboa conversaremos com a investigadora La Salette Loureiro sobre Directa, de Nuno Bragança. Nele se descrevem 31 horas da vida de um homem em estado de vigília. Activista da resistência ao Estado Novo, tal como o autor, o protagonista percorre Lisboa evocando episódios históricos como o da chegada de Humberto Delgado a Santa Apolónia em 1958, e o momento em que, rodeado por uma multidão que o aclamava e agarrado no braço por um «Alto Pide», o “General sem Medo” hesita em obedecer. A sessão será no dia 18 de abril, às 18h, na livraria Fabula Urbis.

 

Sugestões