No Ardila, com cegonhas e andorinhas de água

No Ardila, com cegonhas e andorinhas de água é a crónica de junho, da autoria de Joana Portela, da rubrica Escrita com Asas, uma parceria entre o projeto Atlas das Paisagens Literárias de Portugal Continental e a revista Wilder – rewilding your days.

Ao longo de 2020 todos os meses a crónica “Escrita com Asas” dá-lhe a conhecer as paisagens e a biodiversidade que povoam as obras literárias de escritores portugueses. 

Leia a crónica completa aqui.

Recent Posts