Nuno Júdice distinguido com o Prémio PEN de Poesia

A obra O Coro da Desordem do investigador Nuno Júdice, publicada pela Dom Quixote, em setembro 2019, foi distinguida com o Prémio PEN de Poesia.

O livro de poesia que reuniu a preferência do júri, composto por Luís Filipe de Castro Mendes, Rita Marnoto e Margarida Braga Neves. Trata-se de uma obra que explora, através da linguagem poética, o mistério, a criação e a revelação do absoluto e do sagrado.

Os Prémios PEN são uma iniciativa que conta com o apoio da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB). Portugal faz parte do PEN Club International desde 1979, sendo o Clube de Poetas, Ensaístas e Novelistas (PEN) a maior e mais antiga organização de escritores, a nível mundial – numa iniciativa datada de 1921 -, levada a cabo por autores ingleses.

Sugestões