Poeta, um cidadão do mundo

A palavra poesia vem do grego antigo e significa fazer. Poesia é ação. Ser poeta é fazer, criar, pensar, construir um mundo novo. O espetáculo Poeta, um cidadão do mundo é um ponto de encontro para mudar o mundo, um convite para uma grande assembleia de poetas livres, criadores de vida, que se reunirão para semear ideias, palavras e tomar as decisões mais importantes para o futuro da humanidade.

O espetáculo conta com a participação da investigadora do IELT Ana Sofia Paiva e decorre dia 21 março, às 19h, na Estufa Fria de Lisboa, no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Poesia nas BLX – Bibliotecas Municipais de Lisboa. Programa completo aqui.

Sugestões