Projeto Garrettonline lança o seu primeiro resultado

O projeto Garrettonline lança o seu primeiro resultado: a edição crítico-genética digital do Romanceiro de Almeida Garrett, mais concretamente a disponibilização do poema O Anjo e a Princesa, dado à estampa pela primeira vez em 1843.

A presente edição, de caráter experimental, combina no mesmo produto o estabelecimento do poema de acordo com a última vontade do autor, a determinação do seu percurso criativo através de aparatos crítico-genéticos, incorpora assistentes de leitura (notas filológicas) e ainda a possibilidade de se ativar a edição fac-similada de cada um dos testemunhos do poema, sejam impressos como manuscritos. Mais informações aqui.

Segundo a equipa de investigação, “trata-se de uma experiência de leitura/navegação na qual cabe ao leitor a decisão de ativar (ou não) os dispositivos auxiliares de leitura, de acordo com as instruções fornecidas pelos editores. Nomeadamente, é possível fazer acompanhar a leitura do texto da visualização dos manuscritos autógrafos garrettianos e das edições oitocentistas do poema da responsabilidade do poeta.”

Sobre o impacto previsto da edição, adiantam: “Pretende-se que esta edição possa contribuir para aproximar este património literário português de uma diversidade de públicos nem sempre atraídos por textos “clássicos” cujos universos de referência já se perderam (nomeadamente, o público escolar) mas sem abdicar jamais do rigor filológico.”

Para chegar ao resultado que agora se apresenta em acesso aberto, a equipa recorreu a ferramentas do âmbito das Humanidades Digitais open source: os textos foram codificados em linguagem de programação .xml através do standard específico para a representação de textos Text Encoding Iniciative (versão P5), e, para conseguir a visualização que oferece ao leitor a atual experiência de leitura, ao Edition Visulization Tecnology (EVT), atualmente na versão 2.

A sessão de apresentação promovida pelos investigadores terá lugar no dia 17 de fevereiro. Mais informações aqui.

Sugestões