Todas as actividades

Projecto Oralidades ao encontro de Giacometti

Memória e Partilha...

às sextas-feiras, no Convento dos Remédios, Évora

Janeiro a Fevereiro 2011

Encontros às 6ª Feiras de Janeiro a Fevereiro a partir das 18H30, no âmbito da exposição “Michel Giacometti, 80 anos, 80 imagens” Projecto Oralidades ao encontro de Giacometti.
 

O projecto Oralidades é uma iniciativa ao abrigo do Programa Europeu Cultura 2007-2013 e envolve uma parceria internacional entre os Municípios de Évora, Idanha-a-Nova e Mértola (Portugal), Ourense (Espanha), Ravenna (Itália), Birgu (Malta) e Sliven (Bulgária), unidos num vasto programa de cooperação e intercâmbio cultural baseado em aspectos comuns das comunidades europeias, onde assume especial destaque a tradição musical da Europa do Sul (tanto na sua vertente tradicional, como no registo erudito) e a tradição oral (contos populares, cancioneiros, romanceiros e histórias de vida). Entre 2008 e 2012 será desenvolvido um programa regular em todas as cidades da parceria (Festivais e Circuitos de Música, Encontros da Cidade da Tradição Oral) e será também criado um Centro de Recursos da Tradição Oral a partir do Município de Évora, na qualidade de líder do projecto.
 
O projecto Oralidades tem como objectivo estabelecer uma relação permanente e equilibrada entre tradição e modernidade. Esta opção consiste na aposta em trabalhar as oralidades nas suas várias formas de comunicação desde as verbais até às sonoridades musicais.
 
As oralidades foram e são das componentes mais importantes na formação das comunidades humanas no que diz respeito à sua estrutura essencial como é o caso da produção/ reprodução da língua, da cultura, dos comportamentos e das atitudes.
 
Hoje as oralidades, dentro de um novo quadro globalizado de referências culturais e de ferramentas tecnológicas quase ilimitadas, continuam a ser um factor essencial para o diálogo intercultural, para a coesão social, para o desenvolvimento global e para criar e reforçar as componentes de uma cidadania europeia. 
 
Com este projecto pretende-se valorizar o património cultural imaterial comum do território da Europa do Sul a partir das suas componentes identitárias e da memória fundada secularmente nas matrizes culturais.