Diálogos Portugueses: Estudos Interdisciplinares Sobre o Imaginário

O projecto “Diálogos Portugueses” tem por objectivo o estudo e a edição de textos produzidos em diálogo, entendido enquanto género.

Desenvolvido pelo CEIL – Centro de Estudos sobre o Imaginário Literário, o projecto designou-se na sua fase inicial (2010 a 2013) por “Diálogos Quinhentistas” e ocupou-se da edição de textos de Francisco de Melgaço (trad.) (séc. XV), Francisco de Moraes (1500?-1572?) e João de Barros (1496 -1570).

O alargamento do trabalho ao universo dos diálogos em português, ou de autores portugueses, aquém e além de quinhentos, foi desde sempre uma meta do grupo de trabalho. Realiza-se agora sob coordenação de Irene Freire Nunes, no âmbito dos "Estudos Interdisciplinares sobre o Imaginário", linha de investigação que resulta da integração do CEIL no IELT – Instituto de Estudos de Literatura e Tradição.

A equipa de trabalho integra professores de várias universidades portuguesas e espanholas e outros investigadores. São eles: Ana Sofia Laranjinha, Carlos Carreto, Elisa Gomes da Torre, Filipe Moreira, Isabel Barros Dias, Isabel Morán Cabanas, Isabel Morujão, Luís Ventura, Margarida Santos Alpalhão, Maria J. Fernández Garcia, Maria Teresa Nascimento, Natália Albino Pires, Nuno Júdice, Sofia Vilarigues, Teresa Araújo, Teresa Gonçalves Castro.

Colecção

Francisco de Melgaço (trad.) (séc. XV)
Frade cisterciense (Mosteiro de Santa Maria de Bouro)