Colecção "a IELTsar se vai ao longe"

1. Heróis em Revista (1916-1926):

Leitura de uma época através dos periódicos de interesse literário

Autores
Elisabete Correia Rodrigues
Editor
Edições Colibri / IELT (2005)
ISBN
9789727725625
Prefácio
Fátima Freitas Morna
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Este livro visa radiografar uma época a partir não das atitudes vanguardistas que a consagraram mas a partir de modos tradicionais, feições ocultas nunca consideradas pelas Histórias preocupadas com o grande, o inovador, o singular. Assim, pretende-se fornecer elementos para a construção de um (talvez novo) mapa do século XX não passando apenas por aquilo que foi recebido como novo mas integrando as raízes tradicionais, populares, de tradição oral, frequentemente conservadoras de estereótipos e lugares comuns.

2. A Viagem das Palavras:

Estudo sobre poesia

Autores
Nuno Júdice
Editor
Edições Colibri / IELT (2005)
ISBN
9789727725562
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Neste livro há uma procura da dimensão criativa da nossa Poesia, que faz dela um espaço indispensável à expressão de uma cultura portuguesa que se define sobre os vectores nacional, em que a Língua ocupa um centro essencial, e cosmopolita, sobretudo europeu, contribuindo para a construção de uma imagem nossa a partir desse fundo tradicional, imprescindível para nos definir de forma original, mas igualmente inovador e vanguardista, reactualizando em cada momento o que a Tradição nos legou.

3. Estórias do Sul

Autores
Teresa Rita Lopes
Editor
Edições Colibri (2005)
ISBN
9789727725793
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Compilação de pequenas histórias duma autora com vasta obra publicada entre Ficção, Poesia e Ensaio.

4. Violência e Euro 2004:

A centralidade do futebol na cultura popular

Autores
Pedro Sousa de Almeida
Editor
Edições Colibri / IELT (2006)
ISBN
9727726437
Prefácio
Teresa Sousa de Almeida
Ilustração
Ricardo Moita
Inclui cartaz "Uma bola verdadeira" de Luísa Rebelo
Sinopse

Partindo de uma investigação empírica realizada no decorrer do Euro 2004 em Portugal, este livro aborda o tema da transnacionalização da cultura e do espectáculo na relação entre futebol e a performance da violência, protagonizada por adeptos adversários.

5. Meia bola:

Entrevista do repórter X

Autores
Manuela de Barros Ferreira
Editor
Edições Eterogémeas / IELT (2006)
ISBN
9789729924361
Prefácio
Emílio Remelhe
Ilustração
André Carvalho

6. Comidas e práticas do sistema alimentar da região do Fundão

Autores
Vasco Valadares Teixeira
Editor
Edições Colibri / IELT (2006)
ISBN
9789727725823
Prefácio
Pedro Prista
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Num olhar antropológico à complexidade do fenómeno da alimentação, procura-se entender, nos contornos de um sistema alimentar, os aspectos que lhe definem a cozinha como processo de transformação de "elementos alimentares eleitos" em "comidas de eleição" e, portanto, também como técnica que expressa um saber específico definido em critérios, procedimentos operatórios e modos comportamentais, cujos preceitos e valores relacionem a sua classificação à ordem e à hierarquia em que se institucionalizam as instituições sociais.

7. Ssschlep

Autores
Eugénio Roda
Editor
Edições Eterogémeas (2006)
ISBN
9789729924354
Ilustração
Gémeo Luís
Sinopse

Ssschlep quando a boca sorve a sopa da colher.  Este é o momento glorioso em que o esforço é recompensado: quando a criança come finalmente a sopa. O livro tenta, página a página, alcançar o sucesso de realizar a onomatopeia. A dupla Eugénio Roda (texto) e Gémeo Luís (ilustração) funciona como poucas no panorama nacional. Busca e encontra matéria para desconstruir, mostrando as suas partes em interacção. Palavra e imagem não se tornam impossíveis de alcançar. Pelo contrário, é muitas vezes o (re)encontro com o mais simples que torna palavras, frases, figuras, movimentos, autênticos momentos poéticos.

8. Provérbios segundo José Saramago

Autores
Helena Vaz Duarte
Editor
Edições Colibri / IELT (2006)
ISBN
9789727726646
Prefácio
Isabel Pires Lima
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Como é sabido, o universo romanesco de José Saramago é atravessado por um tom sentencioso da forte preferência do narrador, o qual é frequentemente acomodado pelo recurso ao provérbio. Natural portanto o aparecimento no campo da vasta literatura crítica sobre o autor de um estudo como este que Helena Vaz Duarte aqui nos propõe. Natural, necessário e, como o leitor verá, ao mesmo tempo surpreendente, se atentarmos no manancial de informação que os anexos facultam. Com efeito, o estudo ora publicado, se não tivesse outros méritos, e tem-nos abundantes, teria desde logo o de ter fixado nos referidos anexos um valiosíssimo trabalho de levantamento tipológico da forte presença de provérbios na obra romanesca de José Saramago.

9. Provérbios Repenteados

Autores
3ZA ÉME
Editor
Edições Eterogémeas (2006)
ISBN
9729924333
Prefácio
José António Gomes
Ilustração
Emílio Remelhe

10. E a fala se fez canto

Autores
Teresa Rita Lopes (poemas) e Rui Moura (música)
Editor
IELT (2005)
CD

11. O Leito e as Margens:

Estratégias familiares de renovação e situações liminares em seis aldeias do Alto Trás-os-Montes raiano (1880-1988)

Autores
Paula Godinho
Editor
Edições Colibri / IELT (2005)
ISBN
9727726186
Prefácio
Paula Godinho
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

A antropóloga Paula Godinho tenta perceber, num contexto que, nos últimos trinta anos, se vem distanciando da matriz agrícola, a extensão social da realidade casa, em seis aldeias do Alto Trás os Montes raiano, no tempo longo que vai de 1880 a 1987, com uma aproximação até à realidade de patrimonialização actual.

12. Plantas e Saberes:

No limiar da Etnobotânica em Portugal

Autores
Amélia Frazão-Moreira e Manuel Miranda Fernandes (org.)
Editor
Edições Colibri / IELT (2006)
ISBN
9727726453
Sinopse

"No limiar da Etnobotânica", apresenta contributos diversos e multifacetados, que darão ao leitor um conjunto de elementos base para o entendimento do fascinante mundo que une os saberes populares ao universo das plantas. Afinal, a Etnobotânica aborda o modo como um grupo social, de acordo com a sua cultura, o seu sistema de conhecimento e cognição, usa e pensa as plantas.

13. ABeCé de las historias

Autores
Eugénio Roda
ISBN
9729924341
Prefácio
Emílio Remelhe
Posfácio
Anxo Tarrío Varela
Ilustração
Gémeo Luís e Luís Mendonça

14. Manuel Alegre:

Mito, Memória e Utopia

Autores
Mário César Lugarinho
Editor
Edições Colibri / IELT (2005)
ISBN
9727725977
Prefácio
Nuno Júdice
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Um estudo fundamental sobre a poesia de Manuel Alegre, onde é posto em relevo o papel que a tradição, joga no tabuleiro complexo de uma obra que tem, como um dos seus grandes sujeitos, a memória colectiva.

15. O Fenómeno Narrativo:

do conto popular à ficção contemporânea

Autores
Nuno Júdice
Editor
Edições Colibri / IELT (2005)
ISBN
9727726011
Sinopse

"O Fenómeno Narrativo" desenvolve um estudo das grandes linhas da tradição do conto, desde o conto popular ao texto medieval, com especial incidência no universo imaginário do primeiro, que conduzem ao aparecimento da arte da ficção. Integrando num contexto da teoria literária a sua análise dos textos, Nuno Júdice prossegue o trabalho iniciado com " O Espaço do Conto no texto Medieval", onde delimita a presença da voz no instante fundador dessa ficção.

16. Fragmentos, Memórias, Incisões:

Novos contributos para pensar a arqueologia como um domínio da cultura

Autores
Vítor Oliveira Jorge
Editor
Edições Colibri / IELT (2006)
ISBN
9789727726578
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Este livro divide-se segundo o autor, na forma mais contemporânea de contar, por email - em três secções, ou, segundo uma metáfora musical, três "andamentos": um primeiro sobre temas ou tópicos mais pontuais de pesquisa, designado "fragmentos". Uma segunda secção é um "intermezzo" memorialista - um balanço e uma tentativa de auto definição, o que corresponde sempre a uma necessidade de cartografia de trajectos próprios, de auto posicionamento num contexto. Finalmente, a terceira parte do livro ("incisões") tem a ver com o desejo, já presente nas secções anteriores, mas aqui mais explícito, de compreender o mundo em que o arqueólogo está imerso, de o interpelar, de estabelecer "pontes" com outros saberes, na sequência, aliás, da atitude assumida noutros livros do autor.

17. Loas a Maria - Religiosidad popular en Portugal

Autores
Lucília José Justino
Editor
Edições Colibri / IELT (2004)
ISBN
9789727724550
Prefácio
Teresa Rita Lopes
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Tradução
Anabela Almeida Gonçalves
Sinopse

Obra de compilação e investigação de canções populares em honra de Nossa Senhora, desde o século XVIII até à actualidade, património maioritariamente inédito e apresentado em formas relativamente elaboradas, pressupondo uma complexa construção institucional, geradora de uma memória colectiva, social e ideológica, que transcende a dimensão popular (oral/tradicional) que a sua forma, aparentemente ingénua e simples, faria supor.

18. Canções de Embalar. Cultura e Tradição:

Um estudo sobre (con)textos da maternidade na (e)terna lírica popular

Autores
Anabela Canez
Editor
Edições Colibri / IELT (2008)
ISBN
9789727727834
Prefácio
Ana Vicente
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

"As canções de embalar da tradição popular portuguesa reflectem aspectos de uma sociedade essencialmente rural e religiosa onde a mulher assume um papel preponderante, enquanto criadora e transmissora dessa mesma tradição. Elas permitem-nos reflectir sobre a mentalidade e a cultura do povo português, sobre os comportamentos humanos onde a ternura domina (e onde transparece a sensibilidade feminina, testemunhada nestes cantares), sobre o papel da criança e das personagens - reais ou imaginárias - que com ela interagem, e compreender a forma como se manifesta o amor materno na lírica de tradição oral."

19. Selva Urbana

Autores
António Mateus
Editor
Edições Colibri / IELT (2007)
ISBN
9789727727681
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Viagem textual, cumprida por um jornalista-repórter-contador de histórias que, ao longa de década e meia, testemunhou directa e localmente a maior transformação política e social da era moderna, no mundo luso-africano, sul-africano e no relacionamento entre África e o resto do Mundo.

20. Nós de Vozes:

Acerca da Tradição Popular Portuguesa

Autores
Ana Paula Guimarães
Editor
Edições Colibri / IELT (2008)
ISBN
9789727721869
Prefácio
Teresa Rita Lopes
Ilustração
Ricardo Moita sobre o desenho de Carlos Augusto Ribeiro

20. Vozes de Nós

Autores
Cramol
Editor
Ocarina (2007)
Prefácio
Ana Paula Guimarães e Domingos Morais (introdução)
CD

21. Memória e Arte de Contar em Manuel da Fonseca

Autores
Idalina Matos Lejeune
Editor
Edições Colibri / IELT (2007)
ISBN
9789727727063
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

"A literatura popular é, como referiu M. Viegas Guerreiro, uma literatura para ser ouvida, que estimula o poder da escuta e da memória. (...) É talvez por isto que encontramos em muitos escritores da literatura dita consagrada, e nomeadamente em Manuel da Fonseca, ecos desta literatura popular. Nos seus livros há um universo ficcional feito de retalhos de memórias que se vão juntando e erguendo à nossa frente com tal nitidez, que por vezes sentimo-nos mais ouvintes do que leitores." (Da Introdução)

22. Ruínas e incertezas em Um Deus Passeando Pela Brisa da Tarde, de Mário de Carvalho

Autores
Natália Constâncio
Editor
Edições Colibri / IELT (2008)
ISBN
9789727727421
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

A presente publicação reproduz, com algumas alterações, a Dissertação de Mestrado em Literaturas Românicas - Literatura Portuguesa, apresentada à Faculdade de Ciências Sociais da universidade Nova de Lisboa, em Janeiro de 2004, pela autora, sobre a obra em epígrafe do autor Mário de Carvalho.

23. Os Monstros na Literatura de Cordel Portuguesa do Século XVIII

Autores
Ana Margarida Ramos
Editor
Edições Colibri / IELT (2009)
ISBN
9789727728152
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Este trabalho analisa um conjunto de folhetos da literatura de cordel portuguesa do século XVIII sobre monstros. Para tal, procede a uma contextualização das práticas de leitura, assim como das implicações que o objecto impresso, nas suas múltiplas formas, tem na leitura que dele é efectuada. Situa ainda a produção em estudo num contexto mais alargado de publicações semelhantes, tanto na Europa como no Brasil, com vista a realçar afinidades com essas produções, assim como as especificidades dos folhetos publicados em Portugal. Reflecte sobre a localização da literatura de cordel no universo literário, neste caso, no âmbito das literaturas "não canónicas". Os textos em questão são apresentados, simultaneamente, como herdeiros de tradições culturais e literárias antiquíssimas e como formas embrionárias da literatura de massas que, a partir do século XIX, conhece um grande desenvolvimento com o sucesso de fórmulas editoriais semelhantes.

24. Da Girafa à Pulga de Areia

Autores
Ana Vicente
Editor
Edições Eterogémeas / IELT (2009)
ISBN
9789899554597
Prefácio
Isabel Minhós Martins
Ilustração
Madalena Matoso
Sinopse

Andam à solta neste livro muitos bichos, pequeninos e grandes, em poemas simples e divertidos, ilustrados com recortes de papéis coloridos. Neles vais andar à boleia de uma baleia e conhecer, entre outras personagens, uma pulga de areia farta de jantar caranguejos e mexilhões, mas também uma raposa muito triste por dizerem mal dela (é que nem todas são matreiras...) e um touro que se recusou a entrar numa tourada...

25. Camponeses, Cultura e Revolução:

Campanhas de Dinamização Cultural e Acção Cívica do MFA (1974-1975)

Autores
Sónia Vespeira de Almeida
Editor
Edições Colibri / IELT (2009)
ISBN
9789727728824
Prefácio
João Leal
Ilustração
Ricardo Moita
Sinopse

Trata-se de uma obra sobre uma das acções mais singulares da transição democrática portuguesa — as Campanhas de Dinamização Cultural e Acção Cívica do MFA — através das quais é possível conhecer o país que a revolução de 1974 descobriu. "Numa tentativa urgente de construir a nova «nação», militares e civis foram intérpretes de um país que procuravam tornar visível, convocando o camponês para categoria central dos seus discursos (...). Através das Campanhas de Dinamização Cultural e Acção Cívica do MFA, o mundo rural foi confrontado com novos projectos para o país, procurando esta iniciativa legitimar e conquistar a adesão das comunidades camponesas para a agenda revolucionária, articulando, deste modo, a dimensão nacional da revolução com a sua dimensão local."

26. A Boneca Palmira

Autores
Matilde Rosa Araújo
Editor
Edições Eterogémeas / IELT (2007)
ISBN
9789729924378
Ilustração
Gémeo Luís
Sinopse

Os brinquedos que não servem para brincar brincam sozinhos. A boneca Palmira foi assim imaginada, e assim é contada, por quem sabe sonhar a poesia nos sonhos de quem a lê: Matilde Rosa Araújo ou, noutro nome, quem nos habituou a ser crianças para sempre. O ilustrador leu-a e ilustrou-a de forma peculiar: deixou-nos primeiro a sós com o texto, com as subtilezas poéticas da autora, com as nossas imagens. E só depois nos deu as suas, numa narrativa visual que nos estende o imaginário, numa exaltação de sentidos e de leituras. Sabendo orquestrar o sóbrio e o festivo, Gémeo Luís propõe-nos um novo entendimento do álbum para a infância.

27. Para o Estudo da Entrevista

Autores
Vera Silva
Editor
Edições Colibri / IELT (2009)
ISBN
9789727729371
Prefácio
Arnaldo Saraiva
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Os textos dos media (jornais, rádio, televisão e internet) estão presentes diariamente na nossa vida e a comunicação social para chegar ao maior número de pessoas interessadas. Entre os textos dos media, um há que serve ou figura da melhor maneira a comunicação: a entrevista. A entrevista é um texto que reúne dois (ou mais) interlocutores e que se constrói à base de perguntas e respostas. O seu objectivo é procurar "uma interpenetração informativa que visa quebrar isolamentos sociais, de grupo e individuais, e que pode ainda ser útil à pluralidade de vozes e à distribuição democrática da informação".

28. La Moira Enchantée au Portugal:

Mémoires d'un récit mythique

Autores
Adelaide Cristóvão
Editor
Edições Colibri / IELT (2010)
ISBN
9789727729333
Prefácio
Idalette Muzart Fonseca dos Santos
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Conta-se que, noutros tempos, quando os Mouros, perseguidos pelos Cristãos, se viram obrigados a regressar ao seu longínquo reino, deixaram em terras portuguesas lindas Moiras Encantadas a guardar os seus tesoiros na esperança de, um dia, alguém as desencantar. Conta-se que, nos rochedos e nos dólmenes, nas grutas e nas fontes, nos poços e nos ribeiros e até mesmo em certas ruínas de monumentos e aldeias abandonadas, pelas manhãs de S. João, a Moira aparece a estender os seus tesoiros ao sol, a pentear os seus cabelos de oiro, com pentes de oiro ou a tecer meadas de oiro em teares de oiro. Conta-se que aí estão encantadas e que herdaram segredos e magias de antigas divindades tutelares e de deusas zeladoras da fertilidade dos campos e da fecundidade dos humanos e dos animais. Conta-se que o seu corpo de serpente associado às tentativas que se lhe conhecem de união com humanos a troco de tesouros e de segredos, tem levado muita gente a suspeitar do seu parentesco com Melusina, a fada medieval que casou com o Senhor de Lusignan, na região francesa do Poitou. A ser assim, a Moira Encantada teria também laços familiares com a Dama do Pé de Cabra que deu origem à linhagem dos Senhores da Biscaia e com a Dama Marinha, antepassado dos Marinhos.

29. Portugal e Espanha:

Entre discursos de centro e práticas de fronteira

Autores
Heriberto Cairo Carou, Paula Godinho e Xerardo Pereiro
Editor
Edições Colibri / IELT (2009)
ISBN
9789727729562
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Através do estudo dos limites de Portugal e Espanha nos séculos XIX e XX, esta obra abarca a análise de vários dos discursos geopolíticos acerca da fronteira ibérica, bem como as práticas da construção das identificações nacionais. Como resultado intercalar dum projecto internacional e multidisciplinar, que reúne antropólogos, historiadores, cientistas políticos e sociólogos de várias universidades de Portugal e Espanha, são discutidas e analisadas as perspectivas dos centros de poder - em Lisboa, Madrid ou Bruxelas - e os usos quotidianos pelas populações fronteiriças, repartidas por grupos sociais, tempos e lugares diversos, em conjunturas variadas e com interferências múltiplas, entre lugares e fluxos.

30. Canções de Cordel

Autores
César Prata
Editor
Teatro Municipal da Guarda (2010)
Ilustração
Antje Bromma (Fotografia e instalação)
CD

31. Representação da Morte no Conto Tradicional Português

Autores
Luís Correia Carmelo
Editor
Edições Colibri / IELT (2011)
ISBN
9789896890773
Prefácio
Manuela Parreira da Silva
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

"A morte dos contos de tradição oral portuguesa não corresponde, como pode parecer, a uma sensibilidade que permite extravagâncias violentas, metamorfoses e revivescências num universo ingénuo e irracional, castigos que ignoram os direitos humanos e incitam requintes de malvadez." (...) "Pelo contrário, e talvez mais do que na vida real, a morte no conto de tradição oral faz sentido. E talvez também faça sentido não a esconder em nome de uma sensibilidade que preferiria esquecê-la, não a condenar ao desaparecimento através das suas actualizações, não permitir que desapareça das sessões de contos, das tertúlias, dos espectáculos, das adaptações literárias. Talvez esteja aí a sua pertinência: dar sentido a algo difícil de compreender."

32. Entre duas Maneiras de Adorar a Deus:

Os Reduzidos em portugal no Século XVII

Autores
Isabel M. R. Mendes Drumond Braga
Editor
Edições Colibri / IELT (2011)
ISBN
9789896890650
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Reduzir-se significava deixar a fé inicial — luteranismo, calvinismo, anglicanismo, judaísmo, islamismo ou qualquer outra — e aceitar como verdadeira a fé católica. Para isso realizava-se um processo de redução, constituído por um ou vários depoimentos da pessoa que se pretendia reduzir, a qual, em regra, ia acompanhada por um elemento do clero secular ou regular que a tinha instruído e conduzido à Mesa do Tribunal do Santo Ofício da Inquisição. Sob juramento, o que se pretendia reduzir informava o inquisidor do seu nome, filiação, idade, situação matrimonial, estatuto sócio-profissional, naturalidade e motivos pelos quais tinha decidido reduzir-se. A par destes elementos, presentes na maioria dos casos, encontram-se ainda informações acerca dos motivos que tinham levado estas pessoas a deslocarem-se e a fixarem-se em Portugal, bem como há quanto tempo e em que local moravam. No caso de o indivíduo não falar português, havia um intérprete, frequentemente um religioso da mesma nacionalidade do que se pretendia reduzir.

33. O Povo no Imaginário Nemesiano

Autores
Paulo Jorge Augusto Matos
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896891503
Prefácio
Margarida Maia Gouveia
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

A obra permite a divulgação da cultura açoriana, quer a nível literário, uma vez que expande os conhecimentos sobre Vitorino Nemésio e a sua extensa obra, quer ao nível da história, da geografia, da etnografia e da língua e linguagem próprias do arquipélago dos Açores e, mais especificamente, da Terceira, ilha onde nasceu o escritor. De facto, este livro leva a cabo um estudo sobre uma perspectiva ainda pouco estudada da obra nemesiana: a relação existente entre o autor terceirense e o povo e a forma como Nemésio aproveitou literariamente essa ligação tão sentimentalmente enraizada.

34. Máscaras, mistérios e segredos

Autores
Paula Godinho (coord.)
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896891428
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Máscaras, mistérios e segredos: com este mote, a partir de idiomas diversos das ciências sociais e humanas e das artes - antropologia, história, literatura, literatura tradicional, folclorismo, etologia, teatro, história de arte - interrogámos (1) as máscaras em processo, (2) a sua associação ao modernismo português - nomeadamente, a Fernando Pessoa -, (3) os segredos, mistérios e enganos, (4) os rostos, os comportamentos e a sua relação com as máscaras.

35. Ita Maun Alin... O Livro do Irmão Mais Novo:

Afinidades antropológicas em torno de Timor-Leste

Autores
Kelly Silva e Lúcio Sousa (org.)
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896891336
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

O livro do irmão mais novo é o retorno a Timor-Leste de um conjunto de pesquisas contemporâneas em ou sobre fenómenos relativos a este país no âmbito das ciências sociais e humanas, inspiradas, de algum modo, por perspectivas antropológicas e realizadas, em sua maioria, por investigadores baseados em instituições de países de língua oficial portuguesa. O livro, objecto de devolução, como no mito, reúne artigos de autores provenientes de vários países e áreas académicas, em diferentes estágios de suas carreiras profissionais: alguns com extenso trabalho de campo e obras publicadas sobre Timor-Leste; outros procurando abrir novos caminhos de investigação nessa distante fronteira socio-política do Sudeste asiático.

36. Lições em Poesia:

O A.B.C. de Cordel no Brasil: Um Abc Poético em Folheto

Autores
Véronique Le Dü da Silva-Semik
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896892036
Sinopse

O que são estes ABC de cordel? Estas singulares obras poéticas didácticas descritivas, enumerativas e até narrativas, cujas estrofes seguem a ordem do alfabeto? Como é que estas lições poéticas, estas louvações cantadas em lugares públicos e impressas em folhetos, chegaram ao Brasil? Qual é a sua função social? Quais são as tradições literárias e heranças culturais expressas de cada vez que a voz pronuncia o poema numa performance única e pessoal? Nestas páginas, o leitor poderá, num primeiro tempo, compreender como a tradição formal e temática dos ABC poéticos que, ao serem impressos no contexto da literatura de cordel, se chamam em Portugal e no Brasil, ABC de cordel, contam a história dos textos orais e dos textos escritos. Conhecendo os elementos constitutivos desta forma poética tradicional mnemónica (estrofes, imagens, ritmos, formas orais tradicionais, tais como os discursos directos, provérbios, citações...) e o dinamismo da sua estrutura alfabética, o leitor terá "de A a Z" as chaves que o auxiliarão na leitura em voz alta ou silenciosa dos textos reunidos na Antologia de ABC poéticos (segunda parte). Para futuras investigações, um catálogo de referências foi constituído. Ele fecha temporariamente a viagem no tempo da poesia acróstica apresentada nesta obra.

37. O Espírito do Jogo:

Estudos e ensaios

Autores
Jorge Crespo
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896892180
Sinopse

"O estudo presente é o resultado de uma pesquisa sistemática sobre os problemas do jogo, numa primeira fase levada a efeito sob o domínio de preocupações de natureza pedagógica e 'educativa' a que não eram estranhas as influências da psicologia sobre o assunto. Depois revelou-se progressivamente a insatisfação perante certos reducionismos que não permitiam a visão global do fenómeno e, principalmente, vincou-se a convicção de que não era o jogo mas sim os jogos que constituíam a matéria principal de análise. Os jogos são elementos de um conjunto de fenómenos homogéneo, no qual se verifica a permeabilidade de múltiplos aspectos (festividade, actividades agrícolas, organização do tempo, arte, etc.), entre as quais circulavam e se reforçam ideias, sempre na perspectiva de totalidades em movimento. Para o efeito, a contribuição da antropologia, da história e da sociologia revelou-se uma opção fundamental na tentativa de superar os reducionismos do passado e as insuficiências de explicações excessivamente afastadas da realidade concreta e das variantes que se observam no terreno da prática lúdica".

38. Bille / Marble / Berlinde

Autores
Eugénio Roda
Editor
Edições Eterogemeas (2009)
ISBN
9789898324009
Ilustração
Gémeo Luís
Tradução
da versão inglesa: Ana Saldanha; da versão francesa: Anne Wermeille

39. Metamorfose e Construção da Identidade na Colectânea de Contos de José Leite de Vasconcelos

Autores
Teresa Castro
Editor
Edições Colibri / IELT (2014)
ISBN
9789896892241
Prefácio
Ana Paula Guimarães
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro

40. Usos da Memória e Práticas do Património

Autores
Paula Godinho (coord.)
Editor
Edições Colibri / IELT (2012)
ISBN
9789896892401
Ilustração
Carlos Augusto Ribeiro
Sinopse

Esta obra reflecte contribuições centradas no conhecimento dos usos da memória e das práticas do património por parte de cientistas sociais de várias proveniências disciplinares. Este vasto campo de estudos requer uma abordagem teórico-metodológica que hibridize várias disciplinas, com um panorama da construção social da rememoração, das memórias colectivas, bem como dos formatos inerentes aos fenómenos de emblematização, patrimonialização e mercantilização. Como vários dos textos demonstram, as memórias têm classe, têm género, variam conjunturalmente e em escalas diversas — grupal, comunal, regional, nacional.

41. Avis Rara

Autores
Gaiteiros de Lisboa
Editor
D'Orfeu (2012)
Ilustração
Carlos Guerreiro
CD