Missão

  1. Orientar, desenvolver e articular as suas atividades em torno de quatro áreas estratégicas privilegiadas, a saber: o registo, o tratamento, a inventariação e o estudo crítico do património cultural imaterial e da tradição oral; os estudos interdisciplinares sobre o imaginário; os estudos avançados de literatura e os estudos interculturais;
  2. Estudar, numa perspetiva dinâmica, o lugar das formas ditas populares e tradicionais na própria definição da literatura e o papel estruturante da imaginação e do imaginário mítico na criação, transmissão e transformação do conhecimento e dos modelos de representação;
  3. Desenvolver um pensamento crítico sobre o lugar da literatura e das formas tradicionais na sua constante interação e releitura através de outras formas artísticas;
  4. Aprofundar o diálogo entre as diversas áreas das ciências humanas e sociais no âmbito de uma compreensão abrangente e sistémica dos objetos, práticas e discursos culturais, artísticos e societais, tanto numa perspectiva diacrónica como sincrónica;
  5. Incentivar e aprofundar o diálogo pluri- e interdisciplinar entre as ciências sociais e humanas e outros paradigmas e discursos científicos;
  6. Promover o debate e a difusão nacional e internacional das áreas de conhecimento em que desenvolve as suas atividades, estimulando o reconhecimento do valor da literatura e da tradição na sociedade, na arte e no imaginário contemporâneos;
  7. Incentivar a criação de projetos de investigação em parceria com outras unidades de investigação nacionais e estrangeiras;
  8. Promover o diálogo entre os diversos grupos de investigação do IELT e a interação entre investigação teórica e investigação aplicada através da realização periódica de seminários teóricos sobre temas e problemáticas transversais;
  9. Promover a formação avançada de jovens investigadores nacionais e estrangeiros, integrando-os em projetos e seminários de investigação acolhendo projetos de doutoramento e de pós-doutoramento na FCSH e em parceria com outras universidades portuguesas e estrangeiras;
  10. Promover o acesso aberto ao conhecimento, privilegiando a disseminação das atividades científicas e dos resultados da investigação em plataformas digitais;
  11. Desenvolver ações no âmbito alargado da aprendizagem ao longo da vida;
  12. Desenvolver ações visando promover um melhor conhecimento da literatura e do património imaterial junto das escolas e da comunidade em geral.