Sara Graça da Silva

Doutorada em 2008 com a tese Sexual Plots in Charles Darwin and George Eliot: Evolution and Manliness in Adam Bede and The Mill on the Floss (Keele University, UK). Principais interesses de investigação: relação entre a literatura e ciência, darwinismo e teorias evolutivas, estudos de género, aplicações filogenéticas ao estudo da diversidade cultural humana, leituras evolutivas da literatura, estudo da moralidade e emoção. Desde 2013, desenvolve no IELT – Instituto de Estudos de Literatura e Tradição o seu projeto de pós-doutoramento sobre a origem de alguns contos tradicionais bem como padrões de moralidade nos mesmos através de uma perspetiva evolutiva, com colaborações com o Centro para a Co-evolução da Biologia e Cultura (Durham, UK) e o Centro para a História das Emoções (Max Planck, Berlim). Apresenta regularmente a sua investigação em conferências nacionais e internacionais, tendo contribuído para o Victorian Literature Handbook, Dictionary of Nineteenth Century Journalism, Utopian Studies, Editora Caleidoscópio, Cambridge Scholars Publishing, Routledge, Open Science, PNAS, entre outros. [Produção científica do investigador]