Artes de Cura III: Dor e Sofrimento

Na sequência dos colóquios Artes de Cura – medicinas tradicionais no século XXI e Artes de Cura II – Prevenir, cuidar e curar: O olhar das Humanidades, surge a necessidade de refletir sobre a dor enquanto fenómeno universal. Neste sentido, o colóquio Artes de Cura III: Dor e Sofrimento, realiza-se no próximo dia 4 de outubro na NOVA FCSH (Auditório 1).

A dor faz parte da condição humana e o seu significado está sujeito a grandes variações. Trata-se de um fenómeno complexo e pluridimensional, em que a componente física e mental se interpenetram e cujas fronteiras – nomeadamente entre dor e sofrimento (ou prazer) – são largamente indefinidas. Trata-se da experiência privada por excelência, ou seja, de tipo essencialmente subjectivo e antepredicativo, furtando-se a reducionismos e abstrações.                                                                                   

Por isso, a dor constitui um objeto interdisciplinar, que apela a uma multiplicidade de olhares: médico, farmacológico, psicológico, religioso, artístico, filosófico e antropológico. O colóquio Artes de Cura III: Dor e Sofrimento visa convocar profissionais e investigadores de diferentes áreas e formações para aprofundar e debater este fenómeno tão enigmático quanto familiar.  

A entrada é livre. Programa aqui

Sugestões