Dieta Mediterrânica, Património da Humanidade

Em 2010, a Dieta Mediterrânica foi considerada Património Cultural Imaterial da Humanidade. Grécia, Espanha, Itália e Marrocos foram os países que integraram a candidatura. Em março de 2012, foi apresentada à UNESCO uma nova candidatura da Dieta Mediterrânica, com vista à integração de Portugal, Chipre e Croácia nesta lista. A decisão será tomada na próxima reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO, que decorrerá em Baku, Azerbaijão, entre 2 e 7 de dezembro. O IELT está representado na comissão da nova candidatura pela investigadora Joana Gaspar de Freitas, que nesse âmbito realizou uma recolha de provérbios demonstrativa da cultura alimentar da região. A colaborar com a equipa de inventariação da candidatura está também o Memoriamedia, que por estes dias recolhe em Tavira receitas tradicionais e outros saberes relacionados com a Dieta Mediterrânica.

 

Sugestões