Inaugurado o Centro Interpretativo do Pintar e Cantar dos Reis

A Câmara de Alenquer inaugurou em 2018 o Centro de Interpretação do “Pintar e Cantar dos Reis” para dar a conhecer as tradições que se cumprem em janeiro e que aquele município pretende valorizar.

Se é bem conhecida a tradição do “Cantar dos Reis” durante a noite de 5 para 6 de janeiro, o mesmo não acontece com o “Pintar dos Reis”. Esta prática tem em Portugal a sua maior expressão no concelho de Alenquer e em 2016 a celebração realizou-se em 9 povoações deste concelho.

O Centro de Interpretação do “Pintar e Cantar dos Reis” dará a conhecer a prática desta tradição, recorrendo não só ao seu espólio, como também a conteúdos multimédia. Para o efeito foi levado a cabo um estudo de inventariação documental e multimédia pelo projeto Memoriamedia, com o intuito de salvaguardar o futuro da tradição enquanto manifestação cultural.

O documentário/livro Pintar e Cantar dos Reis no Concelho de Alenquer, da autoria de Filomena SousaJosé Barbieri, é também resultado deste trabalho, que carateriza os grupos que mantêm viva esta tradição rica na sua diversidade de pormenores e significados. 

Além do Centro, o município pretende criar uma rota turística pelos locais do concelho associados a esta tradição. Há um ano, a Câmara candidatou estas tradições a património nacional imaterial, junto da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), e tenciona avançar também com uma candidatura junto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Sugestões