Ana Isabel Turíbio

Doutorada em Línguas e Culturas em Literatura Portuguesa Moderna, pela Universidade Nova de Lisboa, com a tese “O caminho fica longe: matriz genética do processo da construção romanesca em Vergílio Ferreira” (2011) e Mestre, pela mesma Universidade, com a dissertação “O Traçado da Escrita em Cântico Final, de Vergílio Ferreira” (2004). Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas, variante Estudos Portugueses e Franceses pela Faculdade de Letras de Lisboa, sendo desde 1990 Professora do Ensino Secundário. Integrou a equipa de investigação em Vergílio Ferreira na Biblioteca Nacional de Portugal e é investigadora da linha “Patrimónios Imateriais e Imaginários Culturais”, dedicando-se ao Imaginário Textual e Edição Crítica, nomeadamente, a edição genética da obra de Vergílio Ferreira. Integra também a Direcção do Centro de Estudos Regianos de Vila do Conde. [Produção científica do investigador]