Jorge Matos

Jorge de Matos licenciou-se em História – Variante de História da Arte (Faculdade de Letras – Universidade de Lisboa – Lisboa, 1992), pós-graduou-se em Sociologia do Sagrado e do Pensamento Religioso (Instituto de Sociologia e Etnologia das Religiões – Departamento de Sociologia – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa – Lisboa, 1994) e em Etnologia Portuguesa Contemporânea (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – Lisboa, 2010), e doutorou-se honoris causa em História (Academia de Santo Estêvão de Jerusalém de Ciências, Letras e Artes – São Paulo, Brasil, 2006; Universidade Internacional Aberta “Generalíssimo Sebastián Francisco de Miranda” – Município de Juan Antonio Sotillo, Cidade de Puerto La Cruz – Estado de Anzoategui, Venezuela, 2014). Concluiu ainda os cursos especializados de: Estudos Olisiponenses (Universidade Autónoma de Lisboa, 1995), Genealogia e Heráldica (Instituto Português de Heráldica – Lisboa, 1995; Universidade Moderna – Lisboa, 1996), História e Doutrina do Esoterismo Ocidental e Oriental (Instituto de Sociologia e Etnologia das Religiões – Departamento de Sociologia – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa – Lisboa, 1999-2000), Novos Movimentos Religiosos e Esotéricos e New Age (Instituto de Sociologia e Etnologia das Religiões – Departamento de Sociologia – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa – Lisboa, 2001), e Consultoria Filosófica (Gabinete Project – Lisboa, 2010).

Mariana de Freitas Branco

Licenciada em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa, atualmente é mestranda em Estudos Sobre as Mulheres na mesma instituição. Os seus interesses incluem teoria feminista, literatura e história. É bolseira de investigação do projeto Escritoras de língua portuguesa no tempo da Ditadura Militar e do Estado Novo em Portugal, África, Ásia e países de emigração do Instituto de Estudos de Literatura e Tradição.

Teresa-Claudia Tavares

Professora Adjunta da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém, onde coordena o Departamento de Línguas e Literaturas e tem como áreas de ensino Literatura (Teoria da Literatura; Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea) e Educação Literária (Literatura Infantil; Didática de Desenvolvimento da Linguagem, em creche e em jardim de infância). Publica na área de género e educação. Doutoranda em Literatura Comparada.

João Barreiros

Bolseiro de Investigação do projeto VAST – Values Across Space and Time, do IELT – NOVA FCSH. Estudante de Doutoramento em Psicologia do CIS, ISCTE-IUL. Tem um Mestrado Integrado em Psicologia, realizado no ISPA (2013). Tem trabalhado em diferentes projetos de investigação no campo da psicologia social. O seu principal interesse de investigação é o comportamento prossocial, em particular a relação entre informação comportamental e a decisão de ajudar. Outros tópicos de interesse incluem motivações egoística e altruística, empatia, cooperação e moralidade.

Ana Sofia David

Licenciou-se em Línguas e Literaturas Clássicas e realizou o Ramo de Formação Educacional na mesma área na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Fez o mestrado em Literaturas e Poéticas Comparadas pela Universidade de Évora, tendo-se dedicado ao estudo de literatura infantojuvenil e videojogos. Atualmente, é aluna de doutoramento em Estudos Portugueses na NOVA FCSH, procurando situar-se nos lugares poéticos de Daniel Faria.

Cristina Mendonça

Doutoranda em Literaturas e Culturas Modernas pela NOVA FCSH. É licenciada em Línguas, Literaturas e Culturas, variante de Estudos Franceses e Ingleses e mestre em Literaturas e Culturas Modernas, especialização em Estudos Românicos pela mesma instituição. Em 2021 publicou a sua dissertação de mestrado Identidades artísticas e dimensões da écfrase: Construção da personagem-artista em quatro obras de expressão francesa na coleção «Exotopies» da editora Le Manuscrit, decorrente do 1º Prémio “Jeunes Chercheurs en Études Françaises et Francophones au Portugal” (Associação Portuguesa de Estudos Franceses).

Cristina Carneiro de Menezes

 

Cristina Carneiro de Menezes é doutoranda em Estudos de Género com o projeto de tese Escrita sócio-memorialística feminista: o impacto e os sentidos da narrativa de Annie Ernaux no Brasil e em Portugal. É mestre em Estudos sobre as Mulheres pela Universidade Nova de Lisboa, em 2020, com a dissertação Escrita feminina e narrativa na construção da subjetividade e da identidade da personagem Lenù na tetralogia napolitana de Elena Ferrante. Licenciada, em 2005, em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo.

Marta Carmezim Gonçalves

 

Marta Carmezim Gonçalves é doutoranda da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa em Estudos Portugueses com especialização em Literatura Tradicional e Oral. Após concluir o Mestrado em Património na mesma instituição de ensino focou-se nas áreas do Património Imaterial, Etnografia e Estudos Literários, tendo publicado vários artigos em revistas científicas como Memoriamedia Review (2021) e Trabalhos de Antropologia e Etnografia (2021). Atualmente, dedica a sua atividade de investigação às Lendas Sagradas e Históricas de Tradição Portuguesa com foco em edificações religiosas.

Rita Basílio

Pós-Doutorada em Estudos Literários, pela Universidade NOVA de Lisboa, Doutorada em Literatura Portuguesa Contemporânea e Mestre em Estudos Portugueses, pela mesma Universidade. É investigadora da Universidade NOVA de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH). Trabalha nas áreas de cruzamento da Literatura e das Artes, nomeadamente no campo da investigação sobre a educação literária e artística. É autora, entre outros, dos livros Manuel António Pina – Uma Pedagogia do Literário (Sistema Solar – DOCUMENTA, 2017), Mário de Sá-Carneiro: Um Instante de Suspensão (Edições Vendaval, 2003). Coordena o projecto de investigação Por uma Pedagogia Criativa, em torno da obra infantojuvenil de Manuel António Pina. Coordena ainda, no âmbito da sua investigação, dois projetos pedagógicos: Motiv/Arte (Arte Cidadania), que visa promover a Literatura e as Artes no 1º ciclo do Ensino Básico e (no biénio 2021-2022) o projeto Confi/Arte: oficinas re-criativas − as Artes e a Educação para os Valores de Cidadania Global no século XXI (com o apoio da DgArtes). Tem publicados três livros para crianças: A Bela Desaparecida (Porto Editora, 2007. Prémio Literário Hans Christian Andersen, da Cidade Figueira da Foz), O Lápis Azul (Textiverso, 2008) e O País dos Homens Sábios (Textiverso, 2021). Escreveu também, em co-autoria com Gustavo Rubim, a peça de Teatro “Assim também Eu” (2010). Criadora e editora da Revista Dobra – Literatura Artes Design. É ainda autora de diversos artigos, publicados em revistas da especialidade, no âmbito da literatura portuguesa contemporânea e da promoção do livro e da leitura literária em estreita conexão com uma educação artística desde a infância. [Produção científica do investigador]

Vicente Paulino

Vicente Paulino, nascido em Holsa-Maliana (Timor) em 1 de Outubro de 1978. Doutorado em Cultura e Comunicação (2012) pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É licenciado em Ciências da Comunicação, variante de Comunicação, Cultura e Arte, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. É Mestre em Ciências da Comunicação/especialização em Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. Secretário da RENETIL do distrito de Maliana – Timor-Leste (1999-2000); Fundador e Redator do “Boletim Semanal Kuda Ulun Lian”, Maliana-Timor-Leste (1999-2001); Observador da Primeira Eleição para a Assembleia Constituinte de Timor-Leste (2001). Atualmente, é Professor da Universidade Nacional Timor Lorosa’e e Diretor do Centro de Estudos de Cultura e Artes da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (CECA-UNTL). Foi Diretor da Unidade de Produção e Disseminação do Conhecimento do Programa de Pós-Graduação e Pesquisa da UNTL. Foi Professor do Curso de Mestrado em Relações Internacionais na Universidade da Paz (UNPAZ) em 2016-2017.