Ana Luísa Martins

Doutoranda da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa em Estudos Portugueses com especialização em Estudos Comparatistas. Mestre em Estudos Portugueses pela mesma instituição de ensino, com a dissertação: A palavra ganha pelo silêncio – Diálogos peregrinos entre Herberto Helder e Paul Celan. Atualmente, desenvolve um projecto de investigação sobre literatura e guerra a partir das obras de António Lobo Antunes, Yánnis Rítsos e Kateryna Kalykto.

Ana Memeteau

Doutoranda em Literaturas e Culturas Modernas pela NOVA FCSH. É licenciada em Línguas, Literaturas e Culturas, especializada na variante de Estudos Franceses e Ingleses. Também frequentou o 1º e 2º ano do curso de Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Recebeu o Prémio de melhor aluna NOVA Young Talent Awards do curso de Licenciatura do curso Línguas, Literaturas e Culturas Modernas em 2021 e o Prémio de tradução na categoria de língua francesa pela Universidade Católica, Faculdade de Ciências Humanas, em 2016. Colabora, pontualmente, em projetos de curadoria artística.

Roberto Navega-Costa

Bacharel em Filosofia pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2018); Aluno Especial de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras da Unioeste – Foz do Iguaçu. Mestre pelo PPG em Sociedade, Cultura e Fronteiras da Unioeste – Foz do Iguaçu. Defendeu sua dissertação em 2021. Bolseiro da Capes entre 2019 e 2021, durante o mestrado. Pós-Graduado, Latu Sensu, em Antropologia em 2021; em História em 2021; e em Arqueologia e Matrimónio em 2021. Psicanalista formado pelo IBPC em 2021. Doutorando em Estudos Medievais, desde 2021, pela Universidade Aberta e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, sob orientação da Professora Doutora Isabel Maria de Barros Dias e da Professora Doutora Maria João Branco. Pesquisa a tese Estudo Imagológico do Medievalismo brasileiro do século XIX. Membro do grupo de investigação do CLAEC – Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura como investigador associado. Membro colaborador do Instituto Estudos Medievais, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa, como Investigador.

Andreia Almeida

 

Andreia Almeida é mestranda em Estudos Portugueses na NOVA FCSH, tendo concluído a licenciatura na mesma área e instituição. Licenciada e mestrada também em Psicologia pelo ISPA – Instituto Universitário. Colabora no projecto “Escritoras portuguesas no tempo da Ditadura Militar e do Estado Novo em Portugal, África, Ásia e países de emigração”, que envolve o IELT, CICS.NOVA/Faces de Eva (NOVA FCSH), e CRILUS/UR, Universidade de Paris Nanterre.

Nuno Amado

Nuno Amado é professor na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Completou o seu doutoramento no Programa em Teoria da Literatura, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com uma tese sobre a obra de Fernando Pessoa. É investigador do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa e colabora regularmente com a equipa do projecto “Estranhar Pessoa”. Além da obra de Fernando Pessoa, interessa-se por literatura portuguesa (séculos XIX e XX), arte, filosofia, teoria da literatura. É autor de Os Anos da Vida de Ricardo Reis (1887-1936) e editou em 2022 o livro Toda uma Literatura: Caeiro – Reis – Campos, uma antologia da obra dos três principais heterónimos de Fernando Pessoa.

José Manuel da Costa Esteves

José Manuel da Costa Esteves é docente e responsável pela Cátedra Lindley Cintra do Camões – I. P, desde 2002, na Université Paris Nanterre, onde integra o centro de investigação CRILUS (Centre de recherches interdisciplinaires du monde lusophone), UR Etudes Romanes, do qual é diretor adjunto. Formação na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.  É membro da Associação Portuguesa dos Críticos Literários, do Conselho Editorial das Revistas Colóquio Letras,  Faces de Eva, Convergência Lusíada, Cahiers du Crepal e tem publicações nos domínios da didática das línguas, das políticas linguísticas e culturais e da literatura portuguesa moderna e contemporânea, entre outras: La Littérature Portugaise contemporaine, Paris, 2008; Maria Judite de Carvalho: une écriture en liberté surveillée, (com Maria Graciete Besse e Adelaide Cristóvão), Paris, 2012; Escritoras portuguesas no tempo da Ditadura Militar e do Estado Novo (com Teresa Almeida e Isabel Henriques de Jesus), Bruxelas, Peter Lang, livro que se inscreve no projeto “Escritoras portuguesas no tempo da Ditadura Militar e do Estado Novo em Portugal, África, Ásia e Países de Emigração” cuja equipa integra.

Joana Costa

Joana Costa é licenciada em Estudos Portugueses e mestre em Ensino de Português pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. Atualmente, frequenta o Mestrado em Estudos Portugueses na mesma instituição e prepara uma dissertação intitulada “Mensagem no Diálogo Contínuo do Drama em Gente”, acerca da relação entre a heteronímia e esse livro de poemas de Fernando Pessoa. Sobre o mesmo autor realizou também, anteriormente, uma comunicação intitulada “Nomes inevitáveis: véus e capas de uma mesma coisa”, no 13.º Seminário Aberto do Projeto Estranhar Pessoa, e outra comunicação intitulada “Átomos de romanceiro que foram ter febre em Pessoa”, no VII Congresso Internacional do Romanceiro.

Christophe Araújo

Christophe Araújo é professor auxiliar na Universidade de Paris-Nanterre desde setembro de 2023. Antigo membro da EHEHI da Casa de Velázquez, vencedor ex-aequo do prémio Mário Soares 2022 com a sua tese Ser historiador durante um regime autoritário: Poder e Saber em Portugal (1926-1974), os seus trabalhos focam-se quer na historiografia, na prosopografia dos meios acadêmicos, como nos vínculos da língua com o poder político.

Sandra Santos

Sandra Maria Cabral dos Santos nasceu em Melo, em 1974. Licenciou-se em Ensino Básico, exercendo a docência desde 1998. Concluiu uma pós-graduação e um mestrado em Estudos Portugueses Multidisciplinares, na Universidade Aberta, tendo apresentado a dissertação Cartas a Sandra: a Simbiose entre o Privado e o Filosófico, publicada pela CLEPUL. Obteve, ainda, um diploma de Estudos Avançados em Estudos Portugueses, especialidade em Literatura Portuguesa, na NOVA FCSH da Universidade Nova de Lisboa, encontrando-se a concluir a sua tese de doutoramento sobre a construção e a representação da personagem criança nos romances de Vergílio Ferreira. Para além da sua atividade profissional e académica, é, também, autora de livros de literatura para a infância, tendo, em 2017, vencido o Concurso Lusófono da Trofa Prémio Matilde Rosa Araújo, com o conto O Senhor Rimas.

Gonçalo Santos Dias

Mestre em Edição de Texto e Licenciado em Línguas, Literaturas e Culturas (Estudos Ingleses e Portugueses) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa. Desenvolveu o trabalho de projeto intitulado “O texto (in)acabado – 35 Sonnets de Fernando Pessoa. Análise e proposta de edição” no âmbito do Mestrado em Edição de Texto. As suas áreas de interesse incidem sobre a obra de Fernando Pessoa, nomeadamente a produção em língua inglesa. É membro colaborador do projeto de investigação Estranhar Pessoa. Dedica a sua investigação à análise de intertextualidades e à análise interpretativa da poesia inglesa de Fernando Pessoa, projeto que pretende levar a cabo no Doutoramento em Estudos Portugueses da NOVA FCSH.