Jorge Maximino

 

Doutorado em Estudos Portugueses pela Universidade de Paris IV-Sorbonne com a tese, depois publicada, Philosophie et Modernité dans l’Œuvre Poétique d’António Ramos Rosa (l’Harmattan, 2013). É Professor de literatura, semiótica e investigador em literatura, estética e teoria da cultura, orientando o seu trabalho para as questões do tempo no discurso poético. Publicou recentemente, no Brasil, Ética e alteridade em Primeiras estórias de João Guimarães Rosa. Ensaio sobre processo metafórico e interlocução. Organizou a edição de três antologias de poesia em Portugal e uma em França (com Pierre Rivas e Nuno Júdice). Fundou e dirigiu a revista Lusografias, o Festival de Poesia de Foz Côa e assinou programação cultural com apoio da Fundação C. Gulbenkian e o Centro Georges Pompidou. [Produção científica do investigador]