O DIAITA – Património Alimentar da Lusofonia visa proceder a um estudo aprofundado e interdisciplinar sobre uma temática fundamental de um património e identidade culturais comuns a portugueses e brasileiros: a história e a cultura da alimentação.

Uma equipa de especialistas de várias áreas disciplinares (História, Arqueologia, Filologia, Museologia, Arte, Dietética, Gastronomia e Nutrição), da Antiguidade aos nossos dias, responsabiliza-se pela criação de conteúdos científicos necessários à criação de dois universos digitais inéditos, destinados à preservação e divulgação das Culturas Alimentares do Espaço Lusófono: Museu e Biblioteca virtual DIAITA.

Trata-se de uma investigação em rede, pioneira no espaço lusófono, reunindo investigadores portugueses e brasileiros. Através de uma pesquisa assente no rigor científico e no conhecimento fidedigno das fontes (escritas, materiais e iconográficas) procura-se fazer uma história e um levantamento do património dos padrões alimentares identitários que vigoram na actualidade, tanto portuguesa como brasileira.

Os trabalhos incidem sobre a tradução, o estudo e a publicação de fontes escritas, tanto inéditas como indisponíveis em português (caso dos textos clássicos, gregos e latinos, matriciais para o conhecimento do padrão alimentar mediterrânico original, levado na bagagem dos portugueses para o Brasil). Também as fontes materiais e iconográficas serão, pela primeira vez, inventariadas, estudadas, reunidas e disponibilizadas em formato digital e em papel (sobretudo os textos) tanto para um público académico como generalista.

Financiamento:
O projeto DIAITA é apoiado por fundos nacionais através da FCT no âmbito do Projeto UID/ELT/00196/2013 (Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra) bem como do Projeto PEst OE/ELT/UI0657/2015 (Instituto de Estudos de Literatura e Tradição).

Ao abrigo do Programa de Cooperação Científica e Tecnológica FCT/CAPES, foi aprovado, no presente ano, o projeto “DIAITA – Museu & Biblioteca Virtuais do Património Alimentar da Lusofonia (Parte I – Portugal e Brasil)”, a desenvolver no biénio 2014/2015, sendo a responsável portuguesa do projeto Carmen Soares (CECH-UC) e, do lado brasileiro, Regina Bustamante (Instituto de História da UFRJ).

O financiamento atribuído destina-se a apoiar a mobilidade anual de dois investigadores ao território brasileiro, nos termos do protocolo firmado. O projeto tem as referências FCT 2417 e CAPES 10396/13-0. O projeto é também financiado Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do concurso anual de 2014 de Apoio a Projetos de Investigação no domínio da Língua e Cultura Portuguesas (ano de execução: 2015).

Projetos Relacionados
izmir escort bayan izmir escort bayan izmir escort bayan izmir escort bayan denizli escort bayan antalya escort antalya escort ankara escort bayan Ankara escort ankara escort izmir escort bayan izmir escort bayan
maltepe escort kadıköy escort kartal escort ataşehir escort pendik escort bostancı escort göztepe escort
pendik escort
ataşehir escort tuzla escort