O projeto Ruy Cinatti, etnógrafo e poeta tem como missão estudar e divulgar o trabalho de Ruy Cinatti, articulando a sua investigação etnográfica, em Timor Português, com os vetores da sua criação literária que se cruzam com a sua experiência pessoal da tradição oral timorense.

O projeto surge do conhecimento do espólio inédito de Ruy Cinatti, por parte de Lúcio Sousa, investigador responsável do projeto, identificado aquando de pesquisa prévia na área da antropologia/etnografia. Este tem como objetivos:

1. Identificação, transcrição e tradução para o português de recolhas realizadas por Ruy Cinatti em Timor Português nos anos cinquenta e sessenta do século XX;
2. Edição de livro comentado sobre recolhas de tradição oral Kemak e Bunak, em português, efetuado pelo autor, cruzando esta com a sua produção de cariz literária, sobretudo poesia sobre Timor;
3. Redação de artigos a submeter a revistas da especialidade;
4. Realização de dois seminários: um em Díli e outro em Lisboa.

A equipa é composta por investigadores de várias áreas disciplinares, permitindo assim convocar metodologias das áreas da antropologia/etnografia e da literatura. Será efetuado trabalho de arquivo, recolha de testemunhos e pesquisa etnográfica em Timor Leste.

O projeto diferencia-se pelo (1) corpus a trabalhar, ainda inédito e que terá de ser transcrito e, em alguns casos, traduzido para português e (2) pelo caráter inter e multidisciplinar do estudo, cruzando etnografia e literatura. É financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas até 30 de setembro de 2021.

A equipa é composta por: Lúcio Sousa (Investigador responsável – Universidade Aberta, IELT – NOVA FCSH), Isabel Barros Dias (Universidade Aberta, IELT – NOVA FCSH), Paula Mendes Coelho (Universidade Aberta, CEC-FLUL, IELT – NOVA FCSH), Vicente Paulino (Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da Universidade Nacional Timor Lorosa’, CEMRI – UAb), Irta Araújo (Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da Universidade Nacional Timor Lorosa’) e Keu Apoema (Universidade Federal do Sul da Bahia).

O projeto tem como parceiros o Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais (CEMRI – UAb) e a Unidade de Produção e Disseminação do Conhecimento do Programa de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Nacional de Timor Lorosae (UNTL).

Para o futuro prevê-se a realização de dois seminários: um em Díli e outro em Lisboa.

Bibliografia recomendada:
Castelo, C. (2017). “A abertura de ‘Timor Português’ à antropologia social no colonialismo tardio: o papel de Ruy Cinatti”. Anuário Antropológico, 17. p.83-107.

Castelo, C. (2017a). “Ruy Cinatti, the French–Portuguese Mission and the construct of East Timor as an ethnographic site”. History and Anthropology. Volume 28, 2017 – Issue 5. p. 630-652.

Cinatti, R. (1996). Um Cancioneiro para Timor. Lisboa: Editorial Presença.

Cinatti, R. (1996). Paisagens Timorenses com Vultos. Lisboa: Relógio de Água Editores.

Cinatti, R. (1987). Motivos Artísticos Timorenses e a sua Integração. Lisboa: IICN – Museu de Etnologia.

Frias, J.M. (2016) Prefácio. In Ruy Cinatti – Obra Poética – Livro 1. Lisboa: Assírio e Alvim.

Frias, J. (2006). Retórica da Imagem e Poética Imagista na Poesia de Ruy Cinatti. Tese de Doutoramento. FLUP – Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Frias, J. (2011). “Olhos novos para contemplar mundos novos”: Corografias de Ruy Cinatti. Cadernos De Literatura Comparada, (24/25).

Frias, J.  (2018). O murmúrio das imagens. Vol.2: Modos de ver [em] Ruy Cinatti. Porto : Afrontamento.

Maynard, K. Cahnmann-Taylor, M. (2010). “Anthropology at the Edge of Words: Where Poetry and Ethnography Meet”. Anthropology and Humanism, Vol. 35, Issue 1, p 2–19.

Oliveira, S.P.; Pereira, P.R. e Menezes, R.B. (2016). Para que a vida seja palavra. Dossiê Ruy Cinatti. Tamanha Poesia. Volume 1 | número 1 | jan-jun/2016.

Paulino, V.& Apoema, K. (2013). Tradições Orais de Timor Leste. Díli: Casa Apoema e Unidade de Produção e Disseminação do Conhecimento/Programa de Pós-graduação e Pesquisa da UNTL.

Ribeiro, M. (1993). Ruy Cinatti – em trânsito. Tese de Mestrado. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa.

Sousa, L. (2010). An tia: partilha ritual e organização social entre os Bunak de Lamak Hitu – Timor-Leste. Tese de Doutoramento. Lisboa: Universidade Aberta.

Stilwell, P. (1995). A condição humana em Ruy Cinatti. Lisboa: Presença.

Stilwell, P. (2001). “O Timor de Ruy Cinatti”. Revista Camões, nº 14 (Timor Lorosa’e), julho-setembro 2001.

[Imagem: Espólio Ruy Cinatti, Biblioteca Universitária João Paulo II, Universidade Católica Portuguesa]

Tríptico do projeto aqui.

Related Works